A arte de gozar: Amor, sexo e tesão na maturidade (Autografado)

Editora: Record
  • Brochura R$39,90

R$39,90

Em estoque

Compartilhe:


Sinopse

Em A arte de gozar, Mirian Goldenberg revela de forma divertida e saborosa os segredos de como gozar a maturidade. Afinal, nenhuma mulher nasce livre: torna-se livre!

 

Inspirada na célebre frase de Simone de Beauvoir em O segundo sexo, “Ninguém nasce mulher: torna-se mulher”, Mirian Goldenberg, especialista em estudos de gênero e envelhecimento, propõe uma nova formulação: “Nenhuma mulher nasce livre: torna-se livre!” A partir do desejo de compartilhar as lições que aprendeu com grandes mulheres — como Simone de Beuvoir e Leila Diniz, por exemplo —, Mirian escreve sobre amor, sexo, tesão, (in)fidelidade, intimidade, amizade, casamento, borogodó, corpo, envelhecimento e, sobretudo, liberdade.

Com base em entrevistas e pesquisas feitas com mais de 5 mil mulheres e homens, A arte de gozar percorre diferentes visões sobre amor e prazer; apresenta a revolução de saber dizer “não”; contesta a ideia disseminada e preconceituosa de que o sexo seria privilégio de mulheres mais jovens; descontrói rótulos e aprisionamentos das escolhas femininas, de querer ou não fazer sexo na maturidade; discute e problematiza a invisibilidade e a vergonha que as mulheres mais velhas sentem com relação ao próprio corpo; discute perspectivas femininas e masculinas sobre fidelidade e infidelidade, autoestima, insatisfação sexual, orgasmo, vídeos pornô, vibradoresm expectativas no casamento, o marido como capital e homens que se relacionam com mulheres mais velhas; faz a proposta de uma Revolução da Bela Velhice; e nos apresenta ainda às Avós da Razão — três amigas com mais de 80 anos de idade que decidiram criar um canal no YouTube para compartilhar suas conversas em mesas de botecos, com reflexões e muitas risadas sobre a vida e a velhice.

A arte de gozar traz ainda treze lições sobre a velhofobia e o Manifesto das Velhas Sem Vergonhas — que tem como primeiras signatárias as Avós da Razão —, fazendo-nos pensar em melhores maneiras de se gozar a velhice. Nas palavras da autora: “Em tempos de tanto ódio, intolerância, preconceito e violência, gozar é um ato revolucionário.”

Sobre o autor

Mirian Goldenberg

Mirian Goldenberg é professora titular do Departamento de Antropologia Cultural e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Federal do Rio de Janeiro, e doutora em Antropologia Social pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social do Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro. É autora de trinta livros, entre os quais: A bela velhice; Coroas; Corpo, envelhecimento e felicidade; Velho é lindo!; A Outra; Toda mulher é meio Leila Diniz; A arte de pesquisar; Os novos desejos; Nu & vestido; De perto ninguém é normal; Infiel; Por que homens e mulheres traem?; Por que os homens preferem as mulheres mais velhas? É colunista da Folha de S. Paulo desde 2010.

Características

  • ISBN: 978-85-01-30641-8
  • Formato: Brochura
  • Suporte: Texto
  • Altura: 20.5cm
  • Largura: 13.5cm
  • Profundidade: 1cm
  • Lançamento: 12-06-2024
  • Páginas: 176