Bienal de SP: Drummond e Dahl inspiram atrações do estande da Record

17/06/2022 1648 visualizações

Um dos maiores grupos editoriais entre os países lusófonos, o Grupo Editorial Record homenageará os 120 anos de Carlos Drummond de Andrade e o autor de ‘Matilda’ com dois cenários interativos. Leitores e criadores de conteúdo que forem ao ExpoCenter Norte entre os dias 2 e 10 de julho poderão fazer selfies, fotos e vídeos com uma réplica da famosa estátua de Carlos Drummond de Andrade, que é atração turística na orla de Copacabana, e na poltrona da leitora superpoderosa do autor britânico Roald Dahl. Grande fenômeno do mercado editorial brasileiro nesta década, Carla Madeira comemora as 100 mil cópias vendidas de ‘Tudo é rio’ em conversa com o público no dia 4. Vencedores do Prêmio Sesc de Literatura 2021 estão na programação

O pioneirismo da Galera Record, primeira editora a receber o selo de certificação do TikTok, será celebrado com novidades de algumas das escritoras mais populares da atualidade: Colleen Hoover, Sarah J. Maas e Holly Black. A editora-executiva da Galera Record, Rafaella Machado, e o gerente de marketing, Everson Chaves, estão na programação oficial do espaço Papo de mercado. Carina Rissi e Eduardo Spohr, da Editora Verus, lançam boxes reunindo seus maiores best-sellers

 

 

ANA PAULA MAIA

Ana Paula Maia é escritora e roteirista. Tem cinco romances publicados pela Record, destacando-se Entre rinhas de cachorros e porcos abatidos, Carvão animal e De gados e homens. Ana Paula é autora da série de drama sobrenatural Desalma (Globoplay).

 

Arena Cultural – Sexta(08) às 19h: mesa “Terror nas páginas e nas telas”

 

 

 

 

 

ANTÔNIO TORRES

Antônio Torres, antes de chegar à literatura, passou pelo jornalismo, primeiro na Bahia, estado em que nasceu (Sátiro Dias, 1940), depois em São Paulo, onde migrou para a publicidade. Viveu três anos em Portugal e, por décadas, no Rio de Janeiro. Hoje, mora em Itaipava, na região serrana fluminense. Sua estreia litrária se deu em 1972, com o romance Um cão uivando para a Lua, que causou grande impacto na crítica e no público. De lá para cá, publicou dezoito livros, entre os quais se destaca a trilogia Essa terra, O cachorro e o lobo e Pelo fundo da agulha. Sua premiada obra, que passeia por cenários urbanos, rurais e históricos, tem várias edições no Brasil e traduções em muitos países. Membro da Academia Brasileira de Letras, da Academia de Letras da Bahia e da Academia Petropolitana de Letras, Torres é sócio correspondente da Academia de Ciência de Lisboa. Querida cidade é o seu 12º romance.

 

Pavilhão Portugal -Sexta(08) às 16h: mesa “Teolinda Gersão”

 

 

BABI A. SETTE

Babi A. Sette é reconhecida por escrever histórias românticas e encantadoras, com toques de humor e carregadas de emoção. Formada em Comunicação Social, Babi ama viajar, conhecer lugares, culturas e pessoas. Apaixonada por romances de época, jura que viveria feliz em séculos passados. Babi mora em São Paulo com o marido, a filha, um cachorro, dois gatos, seus personagens e suas histórias.

 

Estande da Record – Domingo(03) e Domingo(10) às 15h: Sessão de autógrafos

 

 

 

 

BIANCA BRIONES

Antes mesmo de saber escrever, Bianca Briones já criava histórias. Sonhadora e criativa desde pequena, o romantismo explodiu em sua vida na adolescência, momento em que decidiu que seus filhos teriam nomes de heróis. E tiveram – Athos e Arthur. Ela é formada em letras, e há mais de uma década as palavras são sua vida, seja escrevendo seus próprios textos, ou trabalhando nos de outras pessoas. Para ela, escrever é como respirar: natural e vital. É autora das séries Batidas perdidas, Em suas mãos e Sonhos de Avalon, além do romance Como se fosse magia e de um conto no livro As fases da lua. Nas horas vagas, está sempre acompanhada de um bom livro, além dos filhos, do coelhinho Lancelot e seus companheiros inseparáveis: os gatos Merlin, Messi e Thibum. Seu lançamento mais recente é O coração atrás da porta.

 

Estande da Record – Sábado(02) às 15h: Sessão de autógrafos

 

BRUNA BEBER

 

Bruna Beber (Duque de Caxias/RJ, 1984) é poeta, tradutora, artista visual e mestre em Teoria e História Literária (Unicamp). Apresentou-se em diversos eventos literários no Brasil e no exterior, tais como a Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) e a Göteborg Book Fair, na Suécia. Realizou a exposição Brinquedos espalhados, em 2016, no Oi Futuro, no projeto Programa Poesia Visual. Como tradutora, dedicou-se a livros de Dr. Seuss, Lewis Carroll, William Shakespeare, Sylvia Plath, Louise Glück, Eileen Myles, Mary Gaitskill, Neil Gaiman, entre outros. É autora de A fila sem fim dos demônios descontentes (7Letras, 2006), balés (Língua Geral, 2009), rapapés & apupos (7Letras, 2012), Rua da Padaria (Record, 2013) e Ladainha (Record, 2017), além do infantil Zebrosinha (Galerinha Record, 2013).

Estande do Sesc – Sábado(09) às 17:30h

 

 

CARINA RISSI

Carina Rissi é uma leitora voraz, sempre lê a última página de um livro antes de comprá-lo e tem um fascínio inexplicável pelo tema “amores impossíveis”. Vê nas obras de Jane Austen uma fonte de inspiração. Carina também atua como roteirista e um de seus romances,  Procura-se um marido, está sendo adpatado para um filme na HBO MAX. Seus livros já venderam mais de 700 mil exemplares. Nasceu em Ariranha, interior de São Paulo, e atualmente mora em Portugal com o marido e a filha.

 

Auditório Vila Maria – Sábado(09) às 16h

 

 

 

CARLA MADEIRA

Carla Madeira nasceu em Belo Horizonte em 1964. Largou um curso de matemática e se formou em jornalismo e publicidade. Foi professora de redação publicitária na Universidade Federal de Minas Gerais e é sócia e diretora de criação da agência de comunicação Lápis Raro. É autora dos romances Tudo é rio e Véspera, recebidos com entusiasmo pelo público e pela crítica. Carla Madeira foi a autora nacional de ficção adulta que mais vendeu livros em 2021 e em maio de  2022 o best-seller Tudo é rio alcançou a marca de 100 mil exemplares vendidos. No segudo semestre a Record lança A natureza da mordida, em edição revista pela autora.

 

Arena Cultural – Segunda(04) às 19h: mesaA figura feminina na literatura”

 

 

 

 

DIOGO MONTEIRO

Diogo Monteiro é formado em Comunicação Social pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Como jornalista, foi repórter e editor no jornal Folha de Pernambuco e hoje trabalha em análise de pesquisas e estratégia de comunicação. Como autor, participou das coletâneas de contos Tempo bom e Abrigo. Em 2021, lançou o livro ilustrado Relógio de sol e venceu o Prêmio Sesc de Literatura na categoria Conto com O que a casa criou.

 

Espaço BiblioSESC – Quarta(06) às 16:30h: Mesa “Prêmio Sesc de Literatura”

 

 

 

EDUARDO SPHOR

Eduardo Spohr nasceu em junho de 1976, no Rio de Janeiro. Filho de um piloto de aviões e uma comissária de bordo, teve a oportunidade de viajar o mundo, conhecendo culturas e povos diferentes. A paixão por literatura e o fascínio pelo estudo de história o levaram a cursar Comunicação Social. Começou a trabalhar em agências de publicidade, mas acabou, gradualmente, migrando para o jornalismo. Formou-se pela PUC-Rio em 2001 e se especializou em Mídias Digitais. Trabalhou como repórter no Cadê Notícias, StarMedia e iG, como analista de conteúdo no iBest, e depois como editor no portal Click 21. Participante regular do NerdCast, o podcast do site Jovem Nerd, publicou seu primeiro romance, A batalha do apocalipse, em 2007, seguido pela trilogia Filhos do Éden: herdeiros de Atlântida (2011), Anjos da morte (2013) e Paraíso perdido (2015). Seu lançamento mais recente é Santo guerreiro: Roma invicta, de 2020.

Auditório Vila Maria – Sábado(09) às 14h

Arena Cultural – Domingo(10) às 17:30h: mesa “Financiamento coletivo”

 

 

ELAYNE BAETA

Elayne Baeta tem sol em virgem, ascendente em leão, lua em libra, gosta de vinho tinto e não sabe dançar. Escreve as coisas que queria ter lido. O sol em virgem quer tudo certinho, o ascendente quer tudo bonito e a lua não sabe o que quer. Tem sotaque nordestino, miopia e coragem. No seu mundo ideal, o preconceito não existe, Salvador não faz 70 graus de manhã e nos contos de fadas as princesas se beijam. Seu primeiro livro, O amor não é óbvio, foi o primeiro romance jovem lésbico a entrar na lista de mais vendidos da revista Veja. Escritora, ilustradora, poeta, lésbica, Elayne soma mais de 50 mil exemplares vendidos pela Galera Record.

Arena Cultural – Domingo(03) às 17:30h: Mesa “Personagens LGBTs em diferentes gêneros literários”

Estande da Submarino – Quarta(06) às 14h

 

 

 

ELISA LUCINDA

Poeta, atriz, jornalista, professora e cantora, Elisa Lucinda nasceu em um domingo de Carnaval em Vitória, Espírito Santo. Seus livros de poesia O semelhante (1994), Euteamo e suas estreias (1999) e A fúria da beleza (2006), foram transformados em espetáculos pela atriz. Com o monólogo Parem de falar mal da rotina, a multiartista excursionou pelo Brasil e pela Europa, mais de dez temporadas no palco, sempre com plateias lotadas. A carismática Elisa, que, nas palavras de Nélida Piñon, “tem a linguagem em chamas”, tem publicados dezenove livros, dentre os quais os infantojuvenis O menino inesperado e Lili, a rainha das escolhas. Desde 1998, ensina sua arte de dizer versos na Casa Poema(RJ), e itinerantemente por ode passa.

 

Espaço BiblioSESC – Domingo(03) às 17h: Leitura literárias

 

 

 

 

EVERSON CHAVES

Formado em Administração de Empresas com especialização em Marketing pela ESPM, Everson Chaves é o gerente de marketing do Grupo Editorial Record. Ingressou na Ediouro em 2012. Foi finalista do Prêmio PublishNews na categoria Profissionais de Marketing e de Vendas do ano, em 2017, e dois anos mais tarde liderou, ao lado do youtuber e empresário Felipe Neto, a ação que resultou na distribuição gratuita de 14 mil livros com temática LGBTQIA+ na Bienal do Rio, como protesto contra ato de censura ocorrido no evento. Em menos de três anos no Grupo Editorial Record, expandiu o setor de marketing, onde mudou a dinâmica das pré-vendas do Grupo, coordenando a operação de Cidade da lua crescente, de Sarah J. Maas, que resultou na venda de 25 mil exemplares em menos de uma hora, e aprimorou o relacionamento com os pontos de venda por meio da campanha ‘Eu apoio a livraria do bairro’, realizada desde 2020.

 

Papo de Mercado – Segunda (4) às 10:55h

Tema: Seu Livro, na Lista dos Mais Vendidos: da Concepção do Produto à Estratégia de Vendas e Marketing

 

 

 

FABIO HORÁCIO

Fábio Horácio-Castro tem 53 anos e é paraense de Belém. É docente e pesquisador na Universidade Federal do Pará (UFPA), lecionando no Núcleo de Altos Estudos Amazônicos e na Faculdade e Pós-Graduação de Comunicação dessa instituição. É autor de ensaios e artigos científicos, publicações que assina com o nome Fábio Fonseca de Castro. Possui doutorado em Sociologia pela Universidade de Sorbonne/Paris V e pós-doutorado pela Universidade de Montreal. Em 2021 venceu o Prêmio Sesc de Literatura na categoria Romance com O réptil melancólico.                           

Espaço BiblioSESC – Quarta(06) às 16:30h: Mesa “Prêmio Sesc de Literatura”

 

 

 

FELIPE CABRAL

Felipe Cabral, nascido em 1985 no Rio de Janeiro, é jornalista e ator de formação, e se profissionalizou como roteirista, dramaturgo, diretor e escritor. Autor colaborador das novelas Totalmente demais e Bom sucesso (Rede Globo), assinou a redação final da série 5x Comédia (Amazon Prime) e roteiros do Vai Que Cola (Multishow). Escreveu o espetáculo teatral 40 anos esta noite e seis premiados curtas-metragens com protagonismo LGBTQIAP+, como Gaydar e Aceito. Na internet, é o criador do canal literário Eu Leio LGBT. O primeiro beijo de Romeu é o seu romance de estreia.

 

Estande da Record – Domingo(10) às 14h: Sessão de autógrafos

 

 

 

GIU DOMINGUES

Giulianna Domingues — ou Giu, como prefere ser chamada — é escritora de romance e fantasia e coordenadora de marketing. Gosta de ler e escrever histórias sobre mulheres imperfeitas, como ela. Sempre foi apaixonada pelo potencial que a fantasia tem de revelar verdades sobre nosso mundo, quem somos e o que sentimos. É isso que busca nas suas histórias — esse pedaço de verdade, diverso e único. Giu é feminista, bissexual e ansiosa, e isso está sempre presente nos seus textos. Atualmente, mora com o marido em Nova York, onde vive com saudades perpétuas de um belo pão na chapa com requeijão.

Arena Cultural – Domingo(03) às 17:30h: Mesa “Personagens LGBTs em diferentes gêneros literários”

Estande da Submarino – Quarta(06) às 14h

Estande SKEELO – Quinta(07) às 19h

 

 

 

 

JUAN JULLIAN

Juan Jullian é carioca, formado em Relações Internacionais com especialização em Teoria Queer pela PUC-Rio, e também pós-graduando em Escrita Criativa pelo NESPE. Foi um dos roteiristas selecionados para o laboratório de Narrativas Negras Globo/FLUP e trabalhou como roteirista na Play9, participando do processo de reformulação do canal no YouTube do Amazon Prime Video. Atualmente integra o quadro fixo de autores roteiristas da TV Globo. Tem dois romances publicados pela Galera Record, Querido, ex e Maldito, ex.

Estande da  Record – Sexta(08) às 18h:  Sessão de autógrafos

Arena Cultural – Sábado(09) às 11:30h: Mesa “Booktok: os livros no TikTok”

Estande da Submarino – Domingo(10) às 14h

 

 

 

LUCAS ROCHA

Lucas Rocha é bibliotecário com mestrado em Ciência da Informação, formado pela Universidade Federal Fluminense. Alguns de seus contos foram publicados em coletâneas impressas e digitais, com destaque para os projetos O outro lado da cidade e Todas as cores do Natal. Você tem a vida inteira, um livro de temática LGBTQIAP+ que mostra a importância das amizades quando tudo parece não fazer sentido, é o seu primeiro romance.

 

Estande da Record – Domingo(3) às 17h: Sessão de autógrafos

 

 

 

 

MONJA COEN

Monja Coen é fundadora da Comunidade Zen Budista do Brasil, criada em 2001, com sede em São Paulo. Teve seu primeiro contato com o zen-budismo no Zen Center de Los Angeles, onde fez os votos monásticos em 1983. Residiu por oito anos no mosteiro feminino de Nagoia, no Japão, onde graduou-se como monja especial, habilitada a ministrar aulas de budismo para monges e leigos. Retornou ao Brasil em 1995, como missionária da tradição Sôtô Zenshû, servindo o Templo Busshinji, no bairro da Liberdade, em São Paulo, durante seis anos. É constantemente convidada a dar palestras em empresas e instituições de ensino pelo Brasil. Atualmente tem um programa na rádio Mundial.

 

Arena cultural – Sexta(08) às 16h: Mesa “Da negação ao despertar”

 

 

 

 

RAFAELLA MACHADO

Formada em Jornalismo e pós graduada em Design e Gestão de negócios, a editora-executiva Rafaella Machado transformou a Galera Record na editora líder em market share no segmento de fantasia e na primeira com selo de verificação do TikTok. Liderou projetos editoriais que se tornaram icônicos no mercado editorial, como o box do Castelo animado e as edições capa dura da coleção Corte de espinhos e rosas, de Sarah J. Maas, autora que mais vendeu livros em 2021 no Brasil, segundo a Nielsen. Também contribuiu para os sucessos da escritora baiana Elayne Baeta, que já superou a marca de 50 mil exemplares, da megaseller norte-americana Colleen Hoover, líder da lista de mais vendidos no Brasil em 2022, e da autora de fantasia Holly Black. Com grande sensibilidade e talento, Rafaella é especialista em ler e interpretar tendências dentro do segmento jovem e adolescente. Contratou para a Galera Júnior os livros de Roald Dahl, autor de Matilda e A fantástica fábrica de chocolate.

Papo de Mercado – Sexta (8) às 16:30h

Tema: “A marca dos editores – os editores por trás dos grandes sucessos editoriais”

 

 

 

RAY TAVARES

Ray Tavares é escritora e roteirista. Começou a escrever fanfics de McFLY aos 13 anos e nunca mais parou. Possui três livros publicados pela Galera Record: Os 12 signos de Valentina, Confidências de uma ex-popular e Heroínas. No audiovisual, escreveu a terceira e a quarta temporadas de Bugados e desenvolve diversos projetos para streamings. Ray ama Meg Cabot, o musical Hamilton e cheiro de livro. Atualmente, passa os dias escrevendo na companhia do marido e dos dois cachorrinhos saídos diretamente do Condado: Bilbo e Frodo.

 

Salão de ideias – Domingo(03) às 11:30h: mesaLuz, câmera, ação!”

Estande da Record – Domingo(03) às 13h e Domingo(10) às 17h: Sessão de autógrafos

Salão de ideias – Domingo(10) às 19h: mesa “Romances para ler ouvindo”

 

Sergio Olaya

Sérgio Olaya é agricultor e atua na área de sistemas agroflorestais, atualmente trabalha na Fazenda das Palmas, em Engenheiro Paulo de Frontin (RJ). Olaya trabalha com a implantação e o manejo de sistemas agroflo­restais há mais de 10 anos. Antes de ingressar no mundo da produção em sistemas agroflorestais com o botânico suíço Ernst Götsch, morou durante cinco anos num mosteiro zen, onde aprendeu medicina chi­nesa, tendo sido terapeuta por mais de 10 anos. Foi estudante de bio­logia marinha e estudou arquitetura na França, mas foi nos sistemas de agroflorestas que desenvolveu o seu trabalho, compartilhando seu conhecimento. É especializado em podas em altura e tem se dedicado cada vez mais aos ofícios ligados à agrofloresta: cursos, consultorias e práticas ambientais de ponta.

Espaço Infantil – Domingo (10) às 18h

 

 VANESSA PASSOS

Vanessa Passos é doutora em Literatura Comparada pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e cursa pós-doutorado em Escrita Criativa na PUCRS, sob orientação do Luiz Antônio de Assis Brasil. . Autora de A mulher mais amada do mundo (Luazul, 2020), seus contos já venceram diversos concursos literários e foram selecionados para participar de antologias. É idealizadora do Programa Formação de Escritores e do Curso 321escreva, além de produzir eventos literários. Pintura das Palavras, sua rede social de promoção de escrita criativa, alcança milhares de pessoas, desde profissionais até aspirantes a escritores. A filha primitiva, ganhador da 6ª edição do Prêmio Kindle, agora publicado pela Editora José Olympio, é o seu romance de estreia. Nas redes, pode ser encontrada nos perfis: @vanessapassos.escritora e @pinturadaspalavras.

Estande Amazon – Quarta (06) às 11h

 

 

ZORAIDA CÓRDOVA

Zoraida Córdova é autora de várias obras de fantasia para crianças e adolescentes, incluindo a mais recentemente premiada série Brooklyn Brujas, e os livros Incendiary e Star wars: Galaxy’s edge: A crash of fate. Ela também foi coeditora da coletânea vampiresca Vampiros nunca envelhecem, publicada pela Galera Record. Zoraida nasceu no Equador e cresceu no Queens, Nova York. Quando não está trabalhando em seu novo livro, está planejando sua próxima aventura.

 

Arena Cultural – Sábado(09) às 17:30h: mesa “Encontro com Tomi Adeyemi e Zoraida Córdova”